PREPARATÓRIO PARA O TELETRABALHO

1. OBJETIVO

Capacitar os servidores interessados em laborar sob o regime de Teletrabalho, proporcionando-lhes, com relação a tal propósito, as noções necessárias no que concerne à ergonomia e segurança da informação, conforme as regras contidas na Resolução
n. 109/CSJT, de 29 de junho de 2012, e na Resolução Administrativa n. 200/2014, alterada pela Resolução Administrativa n. 190/2016, do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região.

2. JUSTIFICATIVA

A capacitação dos Servidores, conferindo-lhes noções sobre Ergonomia e Segurança da Informação, justifica-se pela necessidade de atender às exigências dos dispositivos legais referidos no item 1 supra, de tal sorte a municiar o servidor de conhecimentos suficientes para que desenvolva um trabalho em condições favoráveis à preservação de sua higidez física, bem como à salvaguarda da segurança das informações na sua estação de trabalho remota.

3. MODALIDADE/CARGA HORÁRIA

Ensino a distância. Com carga horária de 04 horas.

4 . PÚBLICO-ALVO

Servidores.

5. RESULTADO PREVISTO

Conscientizar o servidor sobre a importância de serem observados os aspectos correlatos à ergonomia e à segurança da Informação no desenvolvimento de suas atividades em Teletrabalho, no mesmo diapasão que norteou os dispositivos legais de regência deste regime de trabalho, tanto no âmbito deste Regional quanto do CSJT.

6. PERÍODO DE REALIZAÇÃO

Os cursos ocorrerão, em diversas turmas, no decorrer do ano de 2019.

7. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

7.1. Ergonomia

- Saúde do Trabalhador: a qualidade de vida e o trabalho domiciliar realizado no cotidiano familiar;

- Saúde do Trabalhador: as doenças ocupacionais que podem ser provocadas pelo trabalho sentado e seus principais fatores de risco;

- Ergonomia e o Ambiente do Posto de Trabalho de uso individual;

- Equipamentos: monitor; teclado e mouse;

- Mobiliário: cadeira e mesa;

- Trabalho com Notebook;

- O que não se deve fazer.

7.2. Segurança da Informação

- Riscos à segurança da informação imputados ao trabalho domiciliar;

- Uso de recursos de infraestrutura de TI para que o usuário possa conectar-se à rede do Tribunal;

- Ameaças, tais como a ação de programas maliciosos (malware, vírus etc) e acesso por pessoas não autorizadas;

- Requisitos necessários para as estações de trabalho utilizadas no trabalho domiciliar;

- Uso de programa antivírus;

- Vulnerabilidade.

8. METODOLOGIA

O curso será oferecido na modalidade a distância, autoinstrucional. O material será disponibilizado na forma de textos e recursos audiovisuais, buscando, assim, uma melhor assimilação das matérias apresentadas aliando a teoria à prática.

 

Área: 
Judiciária
Público-alvo: 
Sevidores
Data: 
De 05/08/2019 até 30/08/2019
Modalidade: 
Distância
Periodo de Inscrição: 
De 05/08/2019 - 13:00 até 29/08/2019 - 13:00
Carga Horária: 
4