Ações adotadas pelo Tribunal podem reduzir gastos com energia em cerca de 25%

07:56 | 15 de janeiro de 2019



DA CASA - Em tempos de necessária contenção de gastos, em especial pela limitação orçamentária decorrente da Emenda Constituição do Teto dos Gastos, o Tribunal tem adotado uma série de ações voltadas à redução das despesas com energia elétrica, que representam o maior custo entre aquelas de caráter continuada do órgão.

Os detalhes são da Coordenadoria de Engenharia e Manutenção (CEM), que explica que o percentual de economia em dinheiro pode chegar a 25%.

Entre as ações desenvolvidas está a mudança no modo de tarifação das unidades da Justiça do Trabalho. O Tribunal foi o primeiro órgão no estado a pedir à Concessionária Energisa que mudasse o sistema para o modelo variável, uma novidade instituída pela Aneel em que o valor da energia muda conforme o horário.

Atualmente, já foram trocadas para esse modelo as contas das varas de Barra do Garças, Primavera do Leste, Confresa, Diamantino, Lucas do Rio Verde e Sinop, representando uma redução no valor cobrado nessas unidades na ordem de 15%. O Tribunal ainda aguarda a troca da tarifação nos demais fóruns. A mudança só não foi feita ainda por falta de capacidade técnica da Energisa em atender à demanda.

Além da compra de lâmpadas e luminárias LED para instalação no complexo-sede, a CEM também adquiriu no ano passado 81 condicionadores de ar inverter, cujo consumo é cerca de 30% inferior. Com a instalação desses novos equipamentos, quase a totalidade do sistema de refrigeração por split da Justiça do Trabalho mato-grossense será de maior eficiência. Ficarão de fora, por enquanto e devido a questões orçamentárias, a Vara de Sapezal e alguns outros setores administrativos do Tribunal.

A melhoria no gasto com a refrigeração também alcançou a compra de um novo chiller, usado no sistema de condicionamento do ar do complexo-sede. O equipamento, além de complementar o sistema da Capital, também foi adquirido pensando em economia, já que usa uma tecnologia semelhante aos splits inverter.

Energia que vem do sol

Além da troca dos equipamentos, o Tribunal também investiu na substituição da cobertura de algumas unidades. Os trabalhos foram feitos já no contexto das obras de reforma dos prédios. Varas como as de Mirassol D´Oeste, Sorriso, Primavera, Sinop, Barra do Garças e Pontes e Lacerda passaram a contar com telhas isotérmicas, que isolam melhor o calor se comparadas às tradicionais instaladas.

A substituição da cobertura é uma das etapas que antecede outra ação de impacto: a instalação de painéis fotovoltaicos.

No ano passado, os equipamentos para captação de energia solar foram colocados nos fóruns de Várzea Grande e Tangará da Serra. O início da operação irá representar uma diminuição de 11% no valor da conta de luz paga pelo TRT, que deve chegar até a 20% com a instalação, ainda neste ano, nas unidades de Sinop e Sorriso.

Apesar das ações com foco na redução dos gastos com energia, a Coordenadoria de Engenharia e Manutenção salienta que quando o assunto é economia a participação de magistrados e servidores é fundamental. Segundo a unidade, é importante que cada um se conscientize e ajude a manter os números mais baixos, adotando medidas de racionalização, como o desligamento de luzes e equipamentos quando não estiverem em uso.

Comentários

  • Parabenizo aos setores envolvidos nesse esforço de economia, em recursos públicos e de recursos naturais. Gostaria de sugerir à Gestão Socio-Ambiental, para que adiqurisse para os banheiros, secadores de mão elétricos, o que iria contribuir na economia de papel.

    GIOVANNY FERREIRA | 15 de janeiro de 2019 | 

+ Notícias

PETS EM CENA - Servidora apresenta Carlito José, Rubi Maria, Bambina Maria e Nina Princesa

DA CASA - Carlito José, Rubi Maria, Bambina Maria e Nina Princesa Maria formam o quarteto...

12 de agosto de 2020


ENSAIOS VIRTUAIS– "É muito bom estarmos juntos de novo", diz coralista

DA CASA – Os participantes do Coral do TRT driblaram o distanciamento social e, há duas...

12 de agosto de 2020


Servidores com menos de 1 ano de TRT podem participar do Processo de Remoção Interna

DA CASA – A partir de agora, servidores com menos de um ano de atividade na Justiça do...

12 de agosto de 2020


Veja todos(as)

+ Da Casa