Almoxarifado dá exemplo de sustentabilidade no Tribunal

08:30 | 22 de fevereiro de 2019



DA CASA - Reaproveitamento, reciclagem, organização e economia são palavras cada vez mais presentes no almoxarifado do Tribunal. A unidade, que passou por pequenas reformas e reestruturação, tem dado exemplo de como alguns materiais podem adquirir novas funcionalidades e ajudar a diminuir o impacto ambiental e orçamentário.

Já na entrada do setor dá para ver como um pallet de madeira que, a princípio teria o destino de lixo comum, pode virar um belo suporte de plantas. Segundo a chefe do setor, a servidora Isadora Ribeiro, não faltam elogios e perguntas de pessoas que querem fazer o mesmo em sua casa.

Dentro do Almoxarifado, a organização e o espírito da sustentabilidade também ditam as normas: o cuidado com os materiais pode ser visto na organização das prateleiras e na preocupação com o envio de materiais em embalagens fechadas, sempre que possível, quando são destinadas ao interior. “Procuramos atender a quantidade dos materiais solicitados em fardos ou caixas fechadas, a fim de preservar a higiene dos produtos.”

Além disso, o Almoxarifado procura evitar ao máximo o uso de embalagens novas adquiridas para colocar os materiais que serão enviados para o interior nas rotas do caminhão. Para essa finalidade, são reaproveitadas as caixas que chegam das transportadoras.

E por falar em evitar o desperdício, o papel usado para impressão na unidade também é todo oriundo de reaproveitamento. Lá, são usados os verso das folhas que chegam de outras unidades e somente depois disso é que o material é encaminhado à reciclagem.

De acordo com Isadora, a reestruturação permitiu mais facilidade na logística da unidade, isso tanto no atendimento das demandas das unidades, como no levantamento de patrimônio existente no local. “O cuidado com a destinação adequada e a racionalização de recursos públicos deveria ser uma preocupação importante de todo órgão público, uma vez que tais ações refletem na economia do país e do meio ambiente”, destaca.

Reciclagem

A servidora, que também é agente socioambiental, organizou caixas coletoras para: vidros de perfume, material de escrita, embalagens de cosméticos, maquiagem, esmaltes, pilhas, baterias e pequenos eletrônicos Esse material é destinado às Brigadas, por meio da parceria do Tribunal com a Terrecycle e para as Cooperativas de Catadores.

 

 

Comentários

  • Parabéns à unidade e à Isadora pela iniciativa. Ações simples e efetivas que ajudam a um consumo realmente responsável.

    DARCIANA FRANÇA | 22 de fevereiro de 2019 | 
  • PARABÉNS ISADORA, onde vai implata ações sustentáveis, tá na veia né

    ELYGIA FELIX | 22 de fevereiro de 2019 | 
  • Parabéns pelas iniciativas Isadora. Sucesso!

    ROGER BERBER | 22 de fevereiro de 2019 | 
  • Parabéns, a todos os envolvidos, pelas boas práticas!

    LILIAN GARCIA | 22 de fevereiro de 2019 | 

+ Notícias

Feriado Regimental - Dia do Magistrado e Dia do Advogado são comemorados nesta terça-feira

DA CASA - Em razão do Dia do Magistrado e do Dia do Advogado, ambos comemorados em 11...

10 de agosto de 2020


ELEIÇÃO - Comissão de Acessibilidade e Inclusão convida para votação

DA CASA - A Comissão Permanente de Acessibilidade e Inclusão convida a todos para participarem da...

10 de agosto de 2020


NOTA DE PESAR - Mãe do servidor Edilson Guimarães

DA CASA - Com pesar, comunicamos o falecimento de Ana Luíza Ferreira Guimarães, mãe do...

10 de agosto de 2020


Veja todos(as)

+ Da Casa