Projeto de educação ambiental do TRT coleta mais de 5 toneladas de recicláveis em 2019

08:00 | 05 de agosto de 2019




DA CASA - Mais de 90% dos 5,4 mil quilos de produtos recicláveis coletados pelo Projeto Verde Vivo de janeiro a junho deste ano foram separados e trazido das residências de magistrados e servidores que atuam no complexo-sede do TRT/MT. É o que aponta o relatório do Espaço Nassar, entidade parceira do Tribunal no desenvolvimento do projeto de educação ambiental.

Os números mostram que no 1º semestre deste ano foram coletados 207 kg de sucata, 252 kg de garrafas Pets, 154 kg de plástico, 1.445 kg de papel, 1,489 kg de papelão, 568 kg de embalagens Tetra Pak e 2.510 kg de vidro. Soma-se ao montante também 236 kg de Polipropileno (PP) e 236 kg de Polietileno de Alta Densidade – PEAD (tipos de material plástico reciclável largamente empregados pela indústria e comércio).
 
Com a ajuda do TRT/MT, o Verde Vivo coletou ainda 586 litros de óleo de cozinha usado. O material pode ser empregado para fabricação de tintas e solventes, biodiesel, sabão, adesivos e outros produtos. O óleo é um dos itens mais poluentes da natureza e pode acarretar vários prejuízos com o seu descarte inadequado, como o entupimento de tubulações e a contaminação de rios e solo.
 
Para a chefe da Seção de Gestão Socioambiental do Tribunal, Natália Pansonato, o empenho de magistrados e servidores em separar os produtos e trazê-los de casa para reciclagem demonstra o nível de engajamento do órgão com a preservação ambiental. “O comprometimento dos que atuam na Justiça do Trabalho reforça nossa preocupação institucional com o futuro do planeta, num esforço coletivo para que mais e mais pessoas percebam a importância do desenvolvimento de ações sustentáveis”.
 
Por outro lado, Natalia faz um alerta para o consumo do vidro que, embora reciclável, não é comercializado no estado pelos catadores, motivo pelo qual o Espaço Nassar tem que arcar com os custos da destinação do vidro. Neste semestre já foram desembolsados R$ 502,00, equivalente a R$ 0,20 por kg, valor cobrado por uma empresa de reciclagem que envia o material para indústrias de reciclagem nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. 
 
Projeto Verde Vivo
 
Criado em 2017, o projeto surgiu a partir da parceria do Tribunal com o Espaço Nassar. A instituição de empreendedorismo social coleta todas as sextas-feiras, das 7h às 9h, os produtos recicláveis na entrada de serviço do complexo-sede, em Cuiabá.
 
São coletados itens como papel, papelão, vidro, garrafas pet, plásticos, metais, latinhas, escovas de dentes, embalagens tetra park, esponjas de louça, material de escrita, jeans e óleo de cozinha. Os produtos são então destinados ao reaproveitamento por meio de associações de catadores de recicláveis.
 
Para mais informações, acesse a aba TRT Responsável, no menu Florescer, aqui no TRT Notícias.

Comentários


+ Notícias

Feriado Regimental - Dia do Magistrado e Dia do Advogado são comemorados nesta terça-feira

DA CASA - Em razão do Dia do Magistrado e do Dia do Advogado, ambos comemorados em 11...

10 de agosto de 2020


ELEIÇÃO - Comissão de Acessibilidade e Inclusão convida para votação

DA CASA - A Comissão Permanente de Acessibilidade e Inclusão convida a todos para participarem da...

10 de agosto de 2020


NOTA DE PESAR - Mãe do servidor Edilson Guimarães

DA CASA - Com pesar, comunicamos o falecimento de Ana Luíza Ferreira Guimarães, mãe do...

10 de agosto de 2020


Veja todos(as)

+ Da Casa